Foto: https://visao.sapo.pt/atualidade/cultura/2020-04-16-o-que-ando-a-ler-na-quarentena-ana-luisa-amaral/

Quando escrevo um poema, não penso se vai ser feminista, escrevo porque tenho de escrever, mas fazer um livro é uma coisa muito diferente.

Claro que a poesia responde ao seu tempo, mas há nela também uma busca, sempre imperfeita, a tentativa de preencher uma falha.

https://www.publico.pt/2021/07/02/culturaipsilon/entrevista/ana-luisa-amaral-partiamos-ferias-ia-saco-poemas-1968517